Sexta, 27 Mai 2022
Site em promoção

Mauá e região regridem para fase laranja do plano de flexibilização econômica

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (26), a regressão da Grande São Paulo, que inclui a região do ABC Paulista, a Capital, além das regiões de Campinas, Registro e Sorocaba, à fase laranja do plano de flexibilização econômica, chamado de Plano São Paulo. Essa etapa veta o funcionamento de bares e permite que restaurantes operem até as 20h.

Já as regiões de Marília e Ribeirão Preto, que estavam na laranja, retornam à fase vermelha, na qual apenas serviços essenciais são autorizados a funcionar. A região de Piracicaba foi a única a avançar e passou para a etapa amarela.

A atualização do plano ocorre após o governo do Estado decretar um toque de restrição, que entrará em vigor nesta sexta-feira e vai até o dia 14 de março. Será restringida a circulação de pessoas das 23h às 5h. Já o Grande ABC endureceu ainda mais as medidas, com funcionamento do comércio até as 21h, e período restritivo das 22h às 4h. Isso ocorre por causa do aumento da ocupação dos leitos de UTI para tratamento da Covid-19.

Confira como fica a classificação do Plano SP:

Fase vermelha – só funcionam serviços essenciais: Araraquara; Bauru; Barretos; Presidente Prudente; Ribeirão Preto e Marília.

Fase laranja – bares não abrem, e demais serviços funcionam com restrições de horário e capacidade do público: Grande SP, incluindo Grande ABC (Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) e Capital; Franca; Sorocaba; Campinas; Registro; São José do Rio Preto; São João da Boa Vista e Taubaté.

Fase amarela – comércio e restaurantes tem horário de funcionamento até as 22h e bares operam até as 20h: Araçatuba; Baixada Santista e Piracicaba.